Imagens de engenhos de açúcar


“Moagem da Cana na Fazenda Cachoeira” de Hércules Florence, datada de 1830



Casa de fazenda, por Franz Post (1651).
Para além da função de residência, a casa de engenho do século XVII encarna, igualmente, funções de casa forte e de centro de vigilância do trabalho desenvolvido por escravos indígenas e africanos.



Mapa de Pernambuco. Willem J. Blaeu, Tweede deel van 't Tooneel des Aerdriicx... (Amsterdam, 1635).
Como ornamento ao mapa da conquista, nota-se, acima, detalhes representando engenho - com sua casa de caldeira e moendas - e casa grande.

Processo do açúcar. Simon de Vries, Curieuse aenmerckingen der bysonderste Oost en West-Indische verwonderens-waerdige dingen . . . (Utrecht, 1682).
Nesta gravura publicada na segunda metade do século XVII, observa-se conjunto das atividades do mundo do açúcar - desde o plantio até a purga - bem como diferentes tipos de engenho - o movido a bois e a água.



Moulin à sucre, par Rugendas, 1835.
O engenho de açúcar fluminense do século XIX é aqui representado em plena atividade. Senhor e senhora cercados por escravos e animais domésticos supervisionam o trabalho num universo aparentemente mais reduzido.

A Sugar Mill, Brazil, 1816. Henry Koster, Travels in Brazil (London, 1816).
O engenho de açúcar pernambucano do século XIX, conforme representação de ex-lavrador de cana, o britânico Henry Koster, mantinha os traços estruturais de seu encestral do século XVII.

----------------------------------------------------------------------------------------------

Com excessão da primeira imagem todas as demais foram coletadas no sítio:
http://people.ufpr.br/~lgeraldo/imagensengenhos.html

Comentários

Barbara Higa disse…
A orba supracitada - "Moagem da Cana na Fazenda Cachoeira" de Benedito Calixto, datada de 1830 - A obra de Calixto teve como base a obra de Hércules Florence, e se assa representação na qual esta referida não pode ser de Calixto, até porque Calixto nasceu em 1853.