domingo, 17 de abril de 2016

O forro que esqueceu o berço

 Belmonte em precisa leitura sobre um Golpe orquestrado através de uma mentira.

O pior tolo é o forro que acredita piamente, após a compra da liberdade, que perdeu cor e berço.

A compra de um par de sapatos é simbólica e faz o tolo regozijar-se, afinal em seu pensamento o gasto com o mínimo adereço, negado por crueldade pela classe dominante como elemento de distinção social, restitui-lhe a cidadania roubada imediatamente após o parto ainda na senzala.

quinta-feira, 7 de abril de 2016

Invasões Napoleônicas e os Processos de Independências nas Américas

Carnaval de Ideologias (1937-39), mural do pintor mexicano José Clemente Orozco no Palácio do Governo de Guadalajara.

O Manifesto de Guadalajara
Neste manifesto, que ficou conhecido como El Grito de Dolores, o padre Miguel Hidalgo (líder de um movimento popular revolucionário iniciado em 1808) convocou, com o seu sermão, o povo mexicano à luta.

terça-feira, 5 de abril de 2016

Diversidade na África contemporânea: Nações Indígenas

Quando peço aos alunos e alunas que associem palavras à África, o que no geral me oferecem como resposta são impressões, opiniões superficiais em muito construídas por aquilo que a mídia os oferece em termos de informações sobre o continente.

As generalizações estereotipadas são, portanto, recorrentes, não por culpa dos meus aprendizes, mas certamente porque possuímos uma mídia pouco preocupada em dar aos espectadores uma informação mais profunda e complexa sobre o tema.

Desmontar, então, o olhar e a consciência da África como um continente unicamente negro, tribal, selvagem, atrasado, miserável, desigual, primitivo, atrasado, envolto em guerras civis, é uma tarefa desgastante e árdua. Afinal, não bastasse a briga contra os péssimos veículos de comunicação que possuímos, ainda temos que lidar com o trágico racismo, fundado no século XVIII pelo sueco Linné, alimentado por muitos falsos cientistas nos séculos seguintes, reproduzido pelas classes dominantes e incorporado na cultura popular por vários setores da sociedade, inclusive pela própria mídia local, dada a repetição de eurocentrismos.