segunda-feira, 11 de maio de 2009

.
Diretor da melhor escola estadual de SP diz que vai "contra modismos" de secretários
Publicidade

04/05/2009
da Folha Online
.
Diretor da melhor escola da rede estadual de São Paulo no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), Camilo da Silva Oliveira, 57, em entrevista à da Folha de S.Paulo, publicada nesta segunda-feira (disponível somente para assinantes do jornal e do UOL), disse que é "atrapalhado" pelo Estado. Ele dirige a escola Lúcia de Castro Bueno, em Taboão da Serra (Grande São Paulo) há 22 anos.
.
"Aqui é uma escola maldita, que vai contra os modismos de cada secretário", disse.
.
Formado em história pela USP, Oliveira conta que criou um currículo próprio, já que a rede estadual não tinha algo semelhante. Ele afirma na entrevista, feita ao repórter Fábio Takahashi, que não utiliza programas do governo como formação de professores, salas de informática ou atividades como feira de ciências.
.
"Cada governo tem um modismo. Por exemplo, se fala em escola de tempo integral quando a escola não consegue funcionar quatro horas diárias [excesso de aulas vagas]. Tem também o projeto de informática, uma bobagem. Se tenho 17 máquinas e 40 alunos, o que os outros 23 ficarão fazendo?", diz.
.
O colégio dirigido por Oliveira é o primeiro da rede estadual paulista, mas apenas o 2.596º melhor do país (média 58,5, em 100 pontos), de acordo com a reportagem. A Secretaria da Educação do governo José Serra (PSDB) não quis comentar as críticas.
.
Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/folha/educacao/ult305u560202.shtml

Nenhum comentário: